05/03/2009

O regresso do... FOLHA DE COUVE

Há muito que não me debruçava sobre o 'folha de couve', a que neste concelho se convencionou chamar 'Sesimbra Município'. Tudo porque ao abrir a revista Visão da semana passada tive uma leve sensação de deja vu. Na secção dedicada às cartas dos leitores desta revista semanal,  dei de caras com uma foto e um texto que tinha visto e lido uns dias antes no... 'folha de couve'. Nada que merecesse referência neste blogue, não fosse o facto de, ao voltar a  abrir o boletim na página 4 para, por mera curiosidade, confirmar esta semelhança, ter percebido que, nessa mesma página, uma notícia sobre o Regulamento de Feiras e Venda Ambulante surge ilustrada com uma foto de uma pessoa a espreitar numa fenda aberta num enorme rochedo. Tudo bons motivos para continuar a desfolhar a couve:

1. Prémio "dizer pouco-ou-nada em muitas palavras"
Diz o boletim (pág.5) que "está em curso a reabilitação de um espaço verde na zona da Cova dos Vidros" o que incluiu a "colocação de terra e sistema de rega" e , além disso, a Câmara "vai também efectuar a plantação de espécies arbóreas".
"Efectuar a plantação" é fazer muita coisa, mas pôr terra, instalar rega e plantar árvores é criar um espaço verde e não reabilitá-lo porque, pelo que daqui se deduz, ele não podia existir.
É que há "espaços verdes", há canteiros, e há terrenos baldios pomposamente apelidados de "espaços verdes" onde se efectuam plantações... 
De espécies arbóreas.

2. Prémio "Concelho prevenido"
Mais adiante (pág. 7) é referido o investimento que a Câmara fez na área da limpeza urbana. A autarquia adquiriu uma viatura de recolha de resíduos sólidos urbanos e uma varredoura. Sobre a primeira é dito que se "destina a efectuar a recolha de contentores nas freguesias de Santiago e Castelo" e que permitirá aumentar "a eficácia do serviço em caso de avaria ou acidente de outras viaturas de recolha".
Esta é uma opção que, de facto, nos deve deixar muito mais tranquilos. Mas como concelho prevenido vale por dois, o melhor é comprar mais um brinquedo destes, não vá este último também avariar ou sofrer um acidente. Nunca se sabe!

3. Prémio "Não podem ver nada!"
Ficamos também a saber que a Câmara propõe a construção duma rotunda junto ao hipermercado Modelo na Quinta do Conde que será, afirmam, "semelhante à que está a ser construída em Picheleiros, em Azeitão, onde o volume de trânsito é substancialmente inferior ao desta entrada na Quinta do Conde".
Ninguém lhes ensinou que é muito feio cobiçar as coisas alheias...

4. Prémio "O mais, o melhor, o maior... parolo"
Na notícia intitulada "Apartamentos qualificam oferta turística", o concelho de Sesimbra é apresentado como "o mais importante destino internacional da Península de Setúbal", na senda da "maior árvore de Natal do mundo", "do maior centro comercial da Europa", etc. etc... exemplos deslumbrantes do parolismo nacional. Claro que por aqui também temos de ser "o mais" em alguma coisa, mesmo sendo este um epíteto duvidoso e questionável.
Depois, o chorrilho de disparates continua: "transpor o atendimento, serviços, comodidade e lazer de um hotel para apartamentos, que proporcionam tendencialmente mais privacidade (já agora, alguém me consegue explicar o que querem dizer com isto?...) foi o principal objectivo das empresas dinamizadoras, que pretendem contribuir para alargar o turismo o sesimbrense ao ano inteiro". Ora pois! Eu também acredito nas boas intenções destes empresários... Tão preocupados connosco, que queridos!
Mas calma que isto não acaba aqui...
"A possibilidade dos apartamentos serem utilizados nas épocas tradicionalmente mais baixas vai proporcionar um novo impulso ao comércio e serviços."
Até parece que só aqui, e só estes apartamentos em particular, é que vão estar abertos fora da época alta. Isto só visto...

(Continua...)

Nenhum comentário: