11 de jan de 2010

Ler antes de falar

O complexo turístico da mata de Sesimbra também está contemplado no plano estratégico, deixando "em evidência a necessidade de desenvolver e potenciar a área do golfe".

O Plano Estratégico do Turismo. no ponto sobre 'Vectores de Desenvolvimento Estratégico e Projectos Estruturantes', por oposição, propõe:
"Modelo de vila que cruza modernidade e tradição, em oposição à vivência dos resorts".

14 comentários:

Maria João disse...

Hum...não sei não!

Pelo que li, parece-me que o projecto da Mata de Sesimbra está previsto no Plano Estratégico de Turismo (para mal dos nossos pecados).

Acho que os resorts só foram excluídos da vila de sesimbra e não do concelho de sesimbra!!

Anônimo disse...

É verdade, a Maria João tem razão; está nas entrelinhas do Plano Estratégico aquilo que o Pólvora queria ver escrito - o turismo residencial, os resorts internacionais, o golfe e os empreendimentos de grande escala como primeiras prioridades. Tudo isto não é mais que o projecto da Mata de Sesimbra.
Há, deste ponto de vista, que distinguir no estudo dois níveis de análise, o diagnóstico da situação actual do concelho, que é aceitável e completo, e o da selecção das prioridades estratégicas, que contém aquilo que o Presidente da Câmara quer que lá esteja escrito e que é muito menos interessante (e que é a grande justificação, do ponto de vista deste último, para a encomenda do presente estudo).
Outra coisa não seria de esperar, entre muita coisa defensável coloca-se cirurgicamente e de forma quase despercebida aquilo que realmente interessa a quem pagam o trabalho.

Maria João disse...

Exactamente!

E quantas pessoas vão ler o documento com o pormenor que ele exige (uma vez que não é transparente)?

E de que vale abrir (e publicitar) uma participação pública de um documento que não é claro nos objectivos que define?

De nada, como é óvio!

Cumps

Anônimo disse...

Aí já não estou tão de acordo consigo. Se ninguém disser nada a sensação que ficará na população de Sesimbra é a de que todos estão de acordo com aquilo. Mas se houver alguém que se manifeste de forma clara contra o Plano Estratégico as consequências políticas serão diferentes. Ainda que não se consiga evitar o essencial, que os grandes objectivos de Presidente da Câmara sejam atingidos: ter um Plano elaborado pelo influente economista da área socialista A. Mateus que admite implicitamente que o Projecto da Mata de Sesimbra é defensável.

Abraço

Anônimo disse...

Pelo que ouvi, o Prof Mateus não acha o Plano da Mata defensável. No entanto, nada como comparecer à discussão pública da próxima 5ªF e perguntar ao próprio.

Maria João disse...

Longe de mim tirar valor às participações públicas.
Só quis sublinhar que não tem havido vontade de informar a população quanto às reais intenções que este Presidente tem para o Concelho, e que isso inviabiliza uma efectiva participação (que deve existir sempre, claro).

Infelizmente não vou poder aparecer na 5ª feira. Fico à espera de saber como foi aqui pelo blog.

Obrigada. Cumps

Anônimo disse...

Na realidade as pessoas começam a dar pouco valor às participações públicas, porque os seus efeitos práticos parecem ser não muito significativos. No debate sobre a Mata de Sesimbra as sessões públicas arrasaram o projecto, no entanto uma maioria da Assembleia Municipal votou a favor do mesmo. Para os dirigentes políticos estas participações são rituais que é preciso cumprir como calendário e nada mais.
Porém, é preciso aproveitar estas oportunidades para mostrar que existe outra forma de pensar e outras ideias para Sesimbra.

Anônimo disse...

Maria João,
Para além da Sessão Pública de 5ªF, também se realiza um Workshop no Sábado, às 16h, no Conde Ferreira.

Maria João disse...

Obrigada pela info mas só poderia a partir de segunda-feira!

Em relação ao assunto da perticipação pública, umas vez que os seus efeitos práticos não são significativos, têm de se considerar outras formas de participar, organizadas pela população e não estar à espera destas "oportunidades" que tão simpáticamente nos dão! Sei que já existem grupos de cidadão organizados em Sesimbra, têm de ser mais e de crescer, esse tipo de participação tem de ser mais forte.
É uma coisa a ver...

Cumps
MJ

Anônimo disse...

Sem dúvida. Sesimbra carece de iniciativas dos próprios cidadãos.Neste momento está completamente manietada pela câmara e pelo PCP, o que em certos domínios é uma e a mesma coisa. O peso excessivo da autarquia, como grande empregador, e a fragilidade da sociedade civil fazem com que a vida política seja extremamente pobre e sempre dependente e subserviente com o poder político local. Este, por sua vez, estrangula a capacidade crítica com as dependências que deliberadamente criou junto da imprensa local, dos organismos associativos e de tudo aquilo é permeável à lógica dos subsídios.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Thanks :)
--
http://www.miriadafilms.ru/ приобрести фильмы
для сайта sopa-de-pelim.blogspot.com

Anônimo disse...

Afinal o Augusto Pólvora é ou não arguido no caso mata de sesimbra?

Claire disse...

You have an informative blog. I’ve learned something from it. I do have mine too www.claire-fernandez.blogspot.com... thanks